PROTETOR DE COLUNA:

O CAPACETE DA SUA COLUNA

Embora a maioria dos motociclistas ignore a sua importância, o Protetor de Coluna é um item de segurança indispensável na pilotagem, independente se é na rua ou na pista, na cidade ou rodovia.

É muito importante, e uma questão de conscientização, que o motociclista adote o hábito de usar o Protetor de coluna em qualquer condição, da mesma forma que usa o capacete.

Ele não é projetado para proteger a coluna só em altas velocidades, em motos esportivas ou nas pistas de alta performance. Afinal, sua coluna não corre risco apenas nesses casos. Basta estar em movimento sobre a moto, para que haja o risco de uma lesão no caso de uma queda, mesmo que seja em baixa velocidade.

E com certeza, você já ouviu casos de pessoas que caíram em baixa velocidade, até mesmo por um descuido, e machucaram as costas ou a coluna. Prova, que isso é mais comum do que pensamos. E dependendo de como for a queda ou do tipo de terreno, a lesão pode ser mais complicada ou gerar sérias consequências para a coluna.

Bom, explicada a importância e a necessidade de se usar um Protetor de coluna, vamos agora falar do equipamento em si e o que você precisa saber sobre ele.

 

COMO FUNCIONA?

Primeiro você precisa entender que um Protetor de coluna deve funcionar de maneira que ao receber qualquer impacto, ele dissipe a energia desse impacto por toda a peça, absorva boa parte dessa energia e transmita o mínimo possível para o corpo do piloto.

 

NÍVEL 1 E 2: O QUE SIGNIFICA?

O CE que é o órgão europeu que normaliza e fiscaliza a qualidade e eficiência dos produtos, realiza alguns testes para comprovar, classificar e aprovar a eficácia dos protetores de coluna. E baseado em seus testes e parâmetros de segurança, existem dois níveis de classificação para protetores de coluna: Nível 1 e Nível 2.

O Nível 1 determina que o protetor de coluna ao receber um impacto, deve transmitir no máximo 18 Kilonewtons (Kn) de força para o corpo do piloto.

Já o Nível 2 impõe que esse número deve ser reduzido pela metade, e que o Protetor pode transmitir no máximo 9 kilonewtons (Kn) de força.

A Alpinestars tem protetores de Níveis 1 e 2. Sendo que os protetores Track Vest, Nucleon KR-1 e Nucleon KR-2 que são classificados como Nível 2, transmitem apenas 6 Kilonewtons (Kn) de força para o corpo do piloto. Ou seja, são ainda mais eficazes do que o exigido pelo CE.

E o protetor Nucleon KR-2I Insert que é o modelo de encaixar dentro da jaqueta é Nível 1 de proteção.

E um detalhe presente em todos eles, é a ergonomia, o perfil de baixo volume e o conforto ao usar por baixo de jaquetas ou macacões.

 

Se você ainda não tem o seu Protetor, pense bem e decida investir na sua segurança.

Passe em uma loja e conheça os modelos Alpinestars!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *